10
Novembro

 

O Pleno do Tribunal de Justiça do Estado definiu nesta quarta-feira (9), em eleição direta, os novos dirigentes do Judiciário paraense para o biênio 2017/2019. O desembargador Ricardo Ferreira Nunes, atual vice-presidente da Corte, foi aclamado pelos seus pares para a Presidência do Poder. Foram eleitos também o desembargador Leonardo de Noronha Tavares para a Vice-Presidência, e os desembargadores José Maria Teixeira do Rosário e Vânia Valente do Couto Fortes Bitar, respectivamente, para as corregedorias de Justiça das Comarcas da Região Metropolitana de Belém e do Interior.


Para o Conselho da Magistratura, tiveram seus nomes referendados pelo Pleno as desembargadoras Ezilda Pastana Mutran, Maria Elvina Gemaque Taveira, Rosileide Maria da Costa Cunha e Nadja Nara Cobra Meda. O Conselho é composto por quatro membros natos, que são o presidente, o vice-presidente e os dois corregedores, mais os quatro magistrados eleitos diretamente pelo Pleno do TJPA. Os novos dirigentes e os novos integrantes do Conselho assumirão as funções no dia 1º de fevereiro de 2017.


O processo eleitoral observou o ritual regimental. Os candidatos aos diferentes cargos diretivos do TJPA se autoapresentaram após a abertura da sessão plenária, colocando-se à disposição oralmente para concorrer às vagas. A eleição seguiu a ordem de presidente, vice-presidente, corregedores (RMB e Interior), e membros do Conselho.


O presidente eleito, em agradecimento, reafirmou o seu “compromisso inalienável de empenhar todas as forças que eu possa dispor para que continuemos no mesmo propósito de tornar a nossa justiça estadual mais efetiva, célere, transparente, responsável, contando evidentemente com o decisivo apoio dos eminentes pares, juízes, servidores, funcionários, terceirizados, Ministério Público, Defensoria Pública, OAB, procurando corresponder dessa forma aos anseios e expectativas da sociedade”.


Ricardo Nunes também ressaltou a atual gestão do presidente Constantino Guerreiro à frente do TJPA, da qual afirmou participar com muita honra na condição de vice-presidente, apontando o estilo do presidente, “pontuado pelo equilíbrio, seriedade e responsabilidade tanto na aplicação dos avanços da prestação jurisdicional e principalmente em administrar uma crise econômica financeira, que não tem hora para terminar, que faz minguar os recursos orçamentários o que distingue o nosso TJ de muitos outros pelo equilíbrio fiscal e compromissos em dia. Portanto, ponderação, equilíbrio e serenidade devem estar sempre no nosso dia a dia”.


Os desembargadores Leonardo Tavares, José Maria Teixeira, Vania Fortes e Ezilda Mutran se manifestaram em plenário para agradecer a confiança depositada em seus nomes para os cargos eletivos, colocando-se à disposição para a constante melhoria da prestação jurisdicional. O desembargador Milton Nobre, decano da Corte, também parabenizou os eleitos, ressaltando a importância do momento para a Justiça paraense, além de afirmar ter certeza de que todos darão o melhor de si para que a Justiça do Pará seja cada vez mais célere e efetiva. O procurador geral de Justiça, Marcos Antônio das Neves, também parabenizou o novo corpo diretivo para o próximo biênio, ressaltando a experiência dos magistrados eleitos e os avanços alcançados pelo Judiciário paraense na atual gestão.

Avalie este item
(0 votos)
08
Novembro

 

A emissão de carteiras de identidade será normalizada até o próximo dia 20 nos postos de identificação, com a chegada do material utilizado na confecção do documento. A previsão da Polícia Civil era renovar o estoque de papel tipo cédula face A e face B, apenas no mês de dezembro, mas a crescente procura pelo documento ao longo do ano resultou no esgotamento do material.

 

As solicitações do documento de identidade aumentaram, a cada mês, devido principalmente às eleições municipais, já que muitas pessoas solicitaram o documento para votar, e à realização do Enem (Exame Nacional do Ensino Médio). A média normal de emissão de documentos por mês é de 40 mil documentos. De abril até outubro, a média chegou a aproximadamente 55 mil carteiras em todo o Estado.

 

Segundo informações da Diretoria de Identificação “Enéas Martins” (Didem), o papel das cédulas de identidade é fornecido por uma empresa credenciada, com sede em São Paulo (SP). A empresa garantiu a remessa do material até 20 de novembro, quando o material deverá ser entregue nos postos de identificação. A Polícia Civil aguarda o envio de um milhão de cédulas.

 

Enquanto a remessa não chega, nos postos de identificação continua o atendimento à população, com as entregas programadas para o final do mês. [Agência Pará]

Avalie este item
(0 votos)
07
Outubro

 

 

Canções marianas e as tradicionais entoadas durante as romarias em homenagem a Nossa Senhora de Nazaré fizeram parte do repertório do concerto “Um Canto para Maria". A apresentação realizada desde o ano 2000, no período da quadra nazarena, reuniu centenas de fiéis na noite desta quarta-feira (5), na Basílica Santuário de Nazaré, em Belém. A audição foi acompanhada pelo governador Simão Jatene e pela primeira-dama, Ana Jatene, presidente de honra da ONG Rede Solidária Pará, realizadora do evento, com apoio do Núcleo de Articulação e Cidadania (NAC) e do Governo do Pará.


"Essa é uma forma não só de homenagear Nossa Senhora, mas de democratização da música. Sempre tivemos no coração essa questão de levar a música em suas diversas formas, do erudito, do lírico até a forma popular para todos", afirmou Ana Jatene. "Nós já levamos esse projeto para Castanhal, para Icoaraci e a gente se emociona sempre com o resultado. É muito bonito e mais bonito ainda é ver que a população gostou", acrescentou.


No repertório, música erudita internacional, com as Ave Marias tradicionais e cantos mais populares, como "Romaria" e "Jesus Cristo". Também tiveram destaque canções já conhecidas pelos devotos da padroeira dos paraenses, como " “Maria de Nazaré”, "Nossa Senhora de Berlinda", “Nossa Senhora", entre outras, que emocionaram o público presente. Entre os que acompanharam e elogiaram a iniciativa está a aposentada Maria Madalena Pinheiro, 87 anos, que há cinco acompanha as apresentações na Basílica Santuário.


"Já fui de coral na minha juventude e sempre gostei de participar e ver esse tipo de apresentação. A de hoje foi especial e muito emocionante. Todo ano faço questão de vir", afirmou dona Madalena. Sua filha, Rosana Pinheiro, 43 anos, também se emocionou com a apresentação. "Foi maravilhoso. Todas as músicas tocaram em nosso coração e a cada ano que passa está mais bonito. É sempre imperdível", contou.


As canções foram interpretadas pelos solistas Jeferson Medeiros, as irmãs Márcia e Madalena Aliverti e a soprano Patrícia Oliveira, que também é a responsável pela organização do evento. "É uma emoção e alegria muito grande poder oferecer isso ao público, pois você associa toda a questão artística profissional, com a devoção e o amor a Maria", destacou Patrícia Oliveira.


No o início do projeto, os concertos eram realizados em teatros e nos últimos cinco anos passou a ser apresentado na Basílica. "Com a mudança, o Círio acabou absorvendo o projeto dentro da programação da época, que sempre contou com o apoio do Governo do Estado e isso é muito importante para os artistas paraenses", reiterou a soprano.


A apresentação contou ainda com a participação da Belém Pop Orquestra, com regência do maestro Tinoko Costa, e o coro "Som da Palavra", formado por 25 pessoas integrantes dos corais "Ad te levavi" e o "Vox cordis Mariae". A regência do grupo ficou por conta do professor MsC André Gaby, mestre em canto gregoriano pelo conservatório de Turim (Itália).


O coral "Timbres", formado por internos do Centro de Recuperação do Coqueiro (CRC) e internas do Centro de Recuperação Feminino (CRF), também foi um dos destaques da noite. Entre os coristas estava a interna Kelly Hávila, 34 anos, que participa do grupo e das apresentações desde que entrou na Casa Penal. "Estou no coral vai fazer quatro anos e desde então a música faz parte da minha vida. Para mim todo ano é uma experiência melhor, mais emocionante. Graças Deus a gente está aí para dar início a mais uma luta e melhorar cada dia mais", contou.


Quem também comemora a evolução e o aprendizado pessoal e profissional é a interna Dayane Pereira da Silva, 23 anos. "Antes do coral a convivência era um pouco mais difícil, mas quando a gente está no projeto, as pessoas já tratam a gente de uma forma totalmente diferente, e a gente também passa a tratar outras as pessoas lá dentro também de uma outra maneira, de forma mais educada. Aprendemos e crescemos muito no projeto", ressaltou.


Para o coronel André Cunha, titular da Superintendência do Sistema Penitenciário do Estado (Susipe), além das atividades dentro da unidade prisional, de estudo e trabalho, os internos também destinam uma parte do tempo para a arte e isso tem atraído a participação de outros a partir desse exemplo. "O coral em sua versão mista está completando cinco anos de existência e é uma iniciativa que vem sendo muito proveitosa. A música enquanto arte é uma forma também de ressignificação de conduta, de descobrir um mundo novo, diferente daquele universo que você está dentro do cárcere", avaliou. "Eu costumo dizer que quando você vai preso, você tem duas opções: ocupar-se de viver ou ocupar-se de morrer, e eles escolheram viver e usam a música como um desses instrumentos", acrescentou.


"Fazer com que pessoas presas passam vir e cantar na Basílica de Nazaré e em outros espaços, participar do evento do Círio é uma emoção muito grande não só para eles, mas para nós enquanto profissionais que participamos da construção desse ato e vemos esse trabalho dando certo", salientou o coronel André Cunha.


Ao final da apresentação, o governador Simão Jatene fez questão de cumprimentar os músicos e cantores. "Foi uma belíssima apresentação que emocionou a todos. Um trabalho que ganha um sentido maior neste momento de fé e devoção marcado pelo Círio. Estão todos de parabéns", finalizou. O concerto 'Um Canto para Maria" poderá ser conferido novamente no dia 23 de novembro, na Igreja Nossa Senhora das Graças, no distrito de Icoaraci. (Ag. Pará)

Avalie este item
(0 votos)
Pagina 3 de 3

Filtro por Data

« Dezembro 2017 »
Seg. Ter Qua Qui Sex Sáb. Dom
        1 2 3
4 5 6 7 8 9 10
11 12 13 14 15 16 17
18 19 20 21 22 23 24
25 26 27 28 29 30 31
  • Lateral 02
  • Lateral 03
  • Disque Denúncia
  • Lateral 04
  • Lateral 05
  • Lateral 06

Sobre o Site

O Canal Marabá é um portal de notícias que

amplitude regional, destinado a tratar do cotidiano de

Marabá e região, com reportagens, artigos, participação

do internauta e entretenimento. VEJA MAIS...