Quinta, 06 Outubro 2016 14:49

'Voe Pará' chega a Paragominas levando oportunidades

Avalie este item
(1 Votar)
'Voe Pará' chega a Paragominas levando oportunidades Rodolfo Oliveira / Ag. Pará

 

 

Por volta de 10h17 desta quarta-feira (5), o avião prefixo PT-WOT decolou do Aeroporto Internacional de Belém para o município de Paragominas, no nordeste paraense, concluindo o circuito dos voos iniciados na segunda-feira (3), de Belém a Soure, no Marajó. Na terça-feira (4), o destino foi Breves, outro município marajoara. O terceiro voo manteve o planejamento inicial do programa “Voe Pará”, destinado a incentivar a acessibilidade ao interior do Estado, fomentando o turismo e demais setores da economia.


De Belém a Paragominas são apenas 55 minutos de voo, uma redução significativa no tempo de deslocamento, já que uma viagem rodoviária até o município leva até cinco horas, em carro particular, e isso dependendo do tráfego nas rodovias BR-316, BR-010 e PA-256.


Na chegada ao aeroporto de Paragominas, os passageiros do voo inaugural - secretários de Estado, deputados estaduais e um agente de viagens - foram recebidos por empresários, profissionais liberais, políticos e secretários municipais de Paragominas e de municípios do entorno. Secretários e parlamentares ressaltaram que a localização geográfica de Paragominas, em relação aos municípios vizinhos, deve favorecer negócios e atrair o setor produtivo, fortalecendo o programa Voe Pará com o uso do avião nos deslocamentos à capital.


História
“Paragominas faz história com esse voo”, disse Adenauer Góes, secretário de Estado de Turismo. “A frequência do voo é semanal, mas acredito que pela dinâmica do setor produtivo desta cidade - e dos demais municípios do entorno -, vocês possam se apoderar desse voo, dessa oportunidade, e ter mais frequência. É a realização de um sonho”, reiterou.


Já o secretário de Estado de Transportes, Kleber Menezes, afirmou que a iniciativa do “Voe Pará” mostra a preocupação do governo do Estado com a recuperação e ampliação de 23 aeródromos (pequenos aeroportos), incluindo pistas, balizamento para voos noturnos e melhorias dos terminais de passageiros. No cronograma de obras estão incluídos os aeródromos dos municípios de Redenção, Itaituba, Breves e Paragominas. “É tarefa a ser executada em parceria com um programa do governo federal em atendimento aos moradores do interior dos estados. Os recursos desse programa estão garantidos”, acrescentou.


Kleber Menezes também informou sobre as obras de infraestrutura definidas para as rodovias que cortam o município de Paragominas. Ele destacou o andamento dos serviços nas pontes e a pavimentação da PA-125, que deve estar concluída em dezembro deste ano, além dos trabalhos na PA-256, que vão melhorar o tempo de viagem entre Belém e Paragominas.


Integração
Adnan Demachki, titular da Secretaria de Estado de Desenvolvimento, Mineração e Energia (Sedeme) e ex-prefeito de Paragominas, destacou a importância estratégica do programa Voe Pará, dentro do programa de investimentos “Pará 2030”, que reforça a determinação do governador Simão Jatene em ampliar a integração e melhorar a acessibilidade no Estado.


“O Pará lançou mão de renúncia fiscal de receita, num momento de crise econômica nacional, e incentiva novas rotas dentro do Estado e as internacionais. São oito municípios no 'Voe Pará'. Só Marabá tem voo regular. Temos que manter a atual frequência, sempre às quartas-feiras, mas estudar também os melhores dias e horários, e fazer um esforço conjunto para tornar isso um voo diário, mais à frente”, disse Adnan Demachki.


O deputado estadual Sidney Rosa, também ex-prefeito de Paragominas, lembrou o tempo gasto nas viagens pelas estradas, e afirmou “que o avião é o meio de transporte mais seguro”. Ele também enfatizou as oportunidades criadas pelo “Voe Pará” e a implantação e o incentivo aos quatro voos para o exterior no governo atual.


O prefeito de Paragominas, Paulo Tocantins, ressaltou a importância do voo para o setor produtivo, empresários e profissionais liberais que precisam se deslocar toda semana para a capital. “Temos que comemorar a oportunidade desse voo, que vem ajudar as pessoas, empresários e profissionais que precisam se deslocar durante a semana de Belém a Paragominas. Temos que fazer a integração com a região do nosso entorno e trabalhar juntos para ampliar a frequência desse voo”, concluiu o prefeito.


A rota do “Voe Pará” é feita por um avião Gran Caravan, fabricado pela empresa norte-americana Cessna. É certificado como um dos aviões monomotores “de alto nível de segurança, com redundância nos equipamentos de bordo mais importantes”, ressaltou Marcos Ferreira, diretor de Operações da Two-Flex, empresa que opera as rotas. Ele veio da cidade de Jundiaí, interior de São Paulo, para acompanhar os três voos inaugurais.


Programa
O “Voe Pará” integra o programa Pará 2030, lançado em 29 de junho deste ano pelo governador Simão Jatene. Seu principal objetivo é ampliar a malha aérea regional. Com o programa, o Governo do Pará, por meio da Secretaria de Estado de Turismo (Setur), busca facilitar os meios de acessibilidade e circulação de passageiros no território paraense, e abrir oportunidades de negócios e novas frentes de mercado na economia estadual.


A empresa aérea Two-Flex começou a operar voos para Soure, Breves e Paragominas nos dias 3, 4 e 5 de outubro. Os voos Belém-Soure serão as segundas e sextas-feiras, com saída da capital às 11 h e chegada às 11h20. A viagem de retorno terá decolagem às 11h40, e pouso em Belém às 12 h.


O voo Belém-Breves tem frequência de duas vezes na semana, as terças e quintas-feiras, com partida de Belém às 13 h e chegada às 13h55. O voo de retorno sairá de Breves às 14h15, com pouso na capital paraense às 15h10.


A rota Belém-Paragominas tem voos toda quarta-feira, com decolagem às 11 h e chegada às 11h55. A volta terá saída às 12h15, com pouso em Belém às 13h10.


Incentivos
O decreto que criou o programa “Voe Pará” é destinado a incentivar a aviação regional. O programa é aberto a qualquer companhia aérea que se enquadre nos requisitos exigidos pelo Estado, e tenha capacidade para alcançar os resultados esperados. Inicialmente, já estão cadastradas no “Voe Pará” as empresas TWO, Pema e Piquiatuba. O programa estimula que as empresas mantenham suas linhas áreas atuais e criem outras linhas para o interior, iniciando já com nove destinos.


Algumas linhas partirão da capital para cidades que já possuem voos regulares, como Marabá, e seis novas linhas para municípios que não dispõem de transporte aéreo regular de passageiros, como Ourilândia do Norte, Redenção e Tucuruí. (Ag. Pará)

Ler 221 vezes Última modificação em Quinta, 06 Outubro 2016 14:53

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.

Filtro por Data

« Outubro 2017 »
Seg. Ter Qua Qui Sex Sáb. Dom
            1
2 3 4 5 6 7 8
9 10 11 12 13 14 15
16 17 18 19 20 21 22
23 24 25 26 27 28 29
30 31          
  • Lateral 02
  • Lateral 03
  • Disque Denúncia
  • Lateral 04
  • Lateral 05
  • Lateral 06

Sobre o Site

O Canal Marabá é um portal de notícias que

amplitude regional, destinado a tratar do cotidiano de

Marabá e região, com reportagens, artigos, participação

do internauta e entretenimento. VEJA MAIS...